quinta-feira, 22 de maio de 2008

JOHN WILLIAM GODWARD

John William Godward nasceu na Inglaterra em 1861, numa família de largos recursos, que definitivamente desaprovou sua decisão de dedicar-se à vida artística. Apesar de tais objeções, Godward dedicou-se à pintura e participou de exposições na Royal Academy de 1887 em diante.

Godward foi um grande admirador de Alma-Tadema, e, realmente, pode-se ver sua influência nos admiráveis mármores e tecidos. Godward foi tambem, grandemente influenciado por Lord Frederic Leighton, como pode ser observado no acabamento acetinado das telas. Os temas de Godward eram principalmente mulheres belas, colocadas em cenários clássicos.

Em 1912 Godward deixou a Inglaterra e foi para a Itália com sua modelo de cabelos escuros -vista em Dolce Far Niente e Noonday Rest- . Seus pais, sentindo-se insultados, romperam definitivamente o contato com ele, cortando até sua imagem dos retratos da família.

Godward voltou à Inglaterra em 1919. Nessa época, contudo, seu trabalho já não era mais considerado importante, tanto pelos críticos quanto pelo público.

Desligado da família e com o seu prestígio como pintor abalado, cometeu suicídio em 1922, deixando uma nota dizendo que o mundo não era bastante grande para ele e Picasso.




1890 - A Pompeian Bath, Private collection


1908 - Athenais, Private collection


1901 - Venus at the Bath, Private collection


1913 - In the Tepidarium, Private collection


The Mirror, Private collection

1 comentário:

Anónimo disse...

Bravo!

Otavio JM

Pega na minha mão e atravessa comigo o espelho. Parte para o outro lado do mundo. Suspende o tempo e engana a realidade...

Acerca de mim

A minha foto

Alegria de viver mesmo na adversidade

partilha